lésbicas radicais autônomas sofrem violência lesbofóbica dentro do ato do 8 de março em SP

Difundimos e declaramos nossa sororidade às companheiras.

Lésbicas Radicais Autônomas mascaradas sofrem violência e perseguição dentro do ato do 8 de março em SP por parte dos militantes da FLM (Frente de Luta por Moradia). Leia a nota completa delas:

Relato de violência lesbofóbica e criminalização dos movimentos sociais dentro do ato do 8 de março em SP, e reflexão sobre o ódio anti-lésbicas dentro do movimento feminista atual

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*